Presidente afegão teria conversas secretas com Taliban

Hamid Karzai teria expectativa de persuadir o grupo a reconciliar-se com o governo

Cabul – O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, tem participado de reuniões secretas com autoridades do Taliban na expectativa de persuadi-los a reconciliar-se com o governo, informou nesta terça-feira o jornal The New York Times, citando autoridades afegãs e ocidentais que não foram identificadas.

O porta-voz de Karzai não foi encontrado para comentar a informação. O jornal, no entanto, informou que ele confirmou que o contato tem sido feito e descreveu os dois últimos meses como positivos.

Autoridades disseram ao jornal, por outro lado, que as conversas iniciadas pelo Taliban foram frustrantes até agora, apesar de que poderiam explicar o aumento na hostilidade em público de Karzai contra Washington.

Em novembro, aproximadamente na mesma época em que as conversas teriam começado, Karzai anunciou sua intenção de evitar a assinatura de um acordo bilateral de segurança com os Estados Unidos até depois da eleição presidencial em abril.

Karzai já está em seu segundo mandato e não pode assumir um novo.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, frustrado com a recusa de Karzai em assinar um acordo, deve se reunir com altos comandantes na Casa Branca nesta terça-feira para discutir o futuro da missão norte-americana no Afeganistão.