Presidente afegão agradece a soldados por sacrifício

Ashraf Ghani agradeceu aos soldados da Otan por seu sacrifício no Afeganistão

Cabul – O presidente afegão, Ashraf Ghani, agradeceu nesta sexta-feira aos soldados da Otan por seu sacrifício no Afeganistão, durante a visita do primeiro-ministro britânico David Cameron.

As palavras de Ghani contrastam com a atitude de seu antecessor Hamid Karzai, que nos últimos anos criticou diversas vezes a Otan e deixou para o sucessor a assinatura de um acordo para a a manutenção, a partir de 2015, de tropas estrangeiras no país, que serão responsáveis por assessorar e treinar as forças afegãs.

“Deixem-me agradecer a cada soldado e civil ferido no Afeganistão, que deixaram pedaços de seus corpos aqui”, disse Ghani em uma entrevista coletiva ao lado de Cameron em Cabul.

“Quero agradecer a estas famílias, pela perda de seus entes queridos”, completou.

“Eles estiveram lado a lado (com as forças afegãs) e permanecerão em nossas recordações”, disse Ghani, que assumiu a presidência na segunda-feira.

Para o novo presidente afegão, a presença da Otan no Afeganistão tornou o mundo um lugar mais seguro.

Ghani assinou esta semana o aguardado acordo com a Otan para que 12.000 soldados estrangeiros permaneçam no país em 2015, após o fim da missão de combate da Aliança contra os insurgentes talibãs.

As tropas estrangeiras terão a missão de treinar e assessorar as forças afegãs.

A decisão de Karzai de adiar a assinatura do acordo para depois da eleição presidencial provocou um clima de tensão com Washington.