Presidente aceita negociar com chefe rebelde, diz Kerry

O presidente sul-sudanês aceitou abrir negociações diretas com o chefe da rebelião sobre a aplicação de um cessar-fogo, disse o secretário de estado americano

Juba – O presidente sul-sudanês aceitou a abertura de negociações diretas com o chefe da rebelião sobre a aplicação de um cessar-fogo e a formação de um governo de transição, declarou nesta sexta-feira em Juba o secretário de Estado americano, John Kerry.

O presidente Salva Kiir “está disposto a viajar em breve a Adis Abeba, provavelmente no início da próxima semana, para conversar com o primeiro-ministro etíope e, esperamos, com Riek Machar”, seu ex-vice-presidente que seu tornou um dos líderes dos rebeldes, declarou Kerry aos jornalistas.

A Etiópia será a mediadora do encontro.

Os combates entre os dois grupos já deixaram milhares de mortos desde meados de dezembro e são acompanhados por massacres de civis que seguem critérios étnicos.

A ONU advertiu na quarta-feira que o país está “à beira da catástrofe” e mencionou claramente o risco de um genocídio, como o que ocorreu em Ruanda há 20 anos.