Premiê francês não descarta risco de ataques químicos

"A imaginação macabra dos mentores não tem limites", afirmou o premiê francês, Manuel Valls

Paris – A França pode enfrentar o risco de sofrer ataques com armas químicas ou biológicas na luta contra o Estado Islâmico, disse o premiê francês, Manuel Valls, nesta quinta-feira.

“Não podemos descartar nada. Digo com toda a precaução necessária. Mas sabemos e mantemos em mente que também há um risco de armas químicas ou bacterianas”, disse Valls ao Parlamento.

“A imaginação macabra dos mentores não tem limites”, acrescentou o premiê em discurso no Parlamento, com objetivo de ganhar aprovação a uma extensão do estado de emergência.