Premiê espanhol endurece posição sobre a Catalunha às vésperas de eleição

A tentativa fracassada de se separar da Espanha e a abordagem de Madri em relação à região tornaram-se temas importantes perto da votação de 28 de abril

Madri — O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, com uma eleição nacional pela frente em duas semanas, disse que agirá com “força e proporção” contra qualquer ação de separatistas catalães repetirem sua tentativa de independência em 2017.

A tentativa fracassada de se separar da Espanha e a abordagem de Madri em relação à região tornaram-se temas importantes às vésperas da eleição de 28 de abril. Pesquisas mostram que uma coalizão com partidos de direita e unionistas poderia conquistar a maioria no Parlamento.

“Se virmos leis da Constituição ou o Estatuto de Autonomia da Catalunha quebrados mais uma vez, o Estado de Direito liderado por este governo agirá com força e proporção contra qualquer desafio”, disse Sánchez, em uma entrevista publicada pelo jornal Hoy.

Nesse caso, Sánchez sugeriu que pode aplicar um regime direto à Catalunha, repetindo a decisão do ex-primeiro-ministro Mariano Rajoy, que assumiu o governo regional durante a crise de secessão em 2017.