Premiê britânico perde votação sobre intervenção na Síria

Cameron disse que após a votação não poderia passar por cima da vontade do Parlamento e aprovar tal ação

Londres – O primeiro-ministro britânico, David Cameron, perdeu na noite desta quinta-feira uma votação simbólica, mas importante, no Parlamento, que abriria o caminho para a Grã-Bretanha participar de um ataque militar iminente à Síria.

Cameron disse que após a votação, com 285 votos contra a intervenção e 272 a favor, ele não poderá passar por cima da vontade do Parlamento e aprovar tal ação.

Segundo o premiê, estava claro que o Parlamento não queria ver um ataque militar contra a Síria para punir o governo de Bashar al-Assad pelo uso de armas químicas, acrescentando que ele agirá em conformidade com a vontade popular e política.