Prefeito de Toronto vira pária por mentir sobre uso de crack

Rob Ford virou alvo de piadas após admitir que mentiu em relação a ter fumado crack

Toronto – Rejeitado por quase todo mundo e alvo de piadas de todos os programas de televisão nos Estados Unidos, o prefeito de Toronto, Rob Ford, se transformou em um pária após ser forçado a admitir que mentiu quando negou ter fumado crack.

Ford, um político conservador populista que chegou à Prefeitura de Toronto em 2010 de forma inesperada ao obter 47% dos votos, contava há pouco com um considerável respaldo do público e políticos conservadores, apesar de suas particularidades.

Filho de um destacado empresário e político conservador, Ford obteve a vitória há três anos com uma simples mensagem que o fez vencer de forma esmagadora em bairros nos arredores de Toronto: a redução de impostos e o fim das despesas inúteis na Prefeitura da quarta maior cidade da América do Norte.

É nos crescentes subúrbios de Toronto (cidade que está recebendo cerca de 100 mil novos moradores por ano, muitos deles imigrantes recém-chegados ao Canadá) onde se concentram os seguidores mais fiéis do prefeito e que compõem a chamada ‘Ford Nation’.

A ascendência de Ford sobre esses eleitores é tal, que inclusive desde que se soube que o político e empresário mentiu durante meses para ocultar o consumo de crack, suas bebedeiras, suas relações com narcotraficantes e sua linguagem soez em plena televisão, quase 30% dos eleitores seguem lhe apoiando.

‘Pelo menos não é como os liberais (o Partido Liberal que está à frente do Governo da província de Ontario). Ford não roubou. E fez o que prometeu, reduzir os impostos e eliminar a taxa de matrícula’, declarou à Agência Efe Rajib, um taxista de origem indiana.

São eleitores como Rajib os que transformam Ford em um valioso ativo para o Partido Conservador do primeiro-ministro canadense, Stephan Harper, de cara às próximas eleições gerais de 2015.

Harper e seu Governo se negaram a criticar Ford apesar de sua política de mão dura contra o consumo de drogas.

Mas a não ser a ‘Ford Nation’ e o tácito apoio do Governo, o resto do mundo deixou de apoiar Ford desde que a polícia de Toronto confirmou há duas semanas que tinha em seu poder um vídeo no qual o prefeito aparece fumando crack.

Ford, que em maio participou de uma entrevista coletiva na qual afirmou que não fumou crack e que o vídeo não existia, o que repetiu periodicamente até há duas semanas, também admite agora que se embebeda e conduz em estado de embriaguez.

E uma investigação policial revelou acusações de abusos físicos e verbais a seus subordinados, frequentes encontros com um suposto traficante de drogas, consumo de cocaína e reuniões com uma suposta prostituta.

Ao mesmo tempo, Ford assegurou que não é um viciado e que não há nenhum motivo para abandonar o cargo de prefeito.

Os jornais de Toronto, desde o esquerdista ‘The Toronto Star’ até o conservador ‘Toronto Sun’, passando pelo centrista e prestigiado ‘The Globe and Mail’, não compartilham a mesma opinião e solicitaram que Ford, em seus editoriais dos últimos dias, abandone o cargo de prefeito da cidade.

Ford também viu como desaparecia o programa de rádio que tinha a cada domingo junto com seu irmão Doug Ford, vereador de Toronto e que foi acusado de traficar drogas em sua juventude.

Embora para compensar, a rede de televisão ‘Sun News’ (apelidada no Canadá como ‘a Fox do norte’ por sua mensagem radicalmente conservadora) ofereceu um programa de televisão aos irmãos Ford.

Exceto Doug Ford, os outros 42 vereadores de Toronto pediram que o prefeito abandone, embora seja temporariamente, o cargo para receber tratamento.

Inclusive os organizadores do desfile de Natal disseram que não querem Ford na cavalgada deste final de semana, como é tradicional, e o time de futebol canadense Toronto Argonauts pediu que não apareça em público com sua camisa para não associar seu nome com o do prefeito.

E no vizinho Estados Unidos, as andanças da Ford se transformaram em piada para os comediantes dos programas de televisão de noite.

Jon Stewart, David Letterman, Jimmy Fallon, Jimmy Kimmel, Jay Leno e Stephen Colbert dedicaram seus programas dos últimos dias a Ford.

Como disse na quinta-feira Leno, ‘que Deus abençoe o Canadá, que presente nos deram os canadenses’.

Até o ‘Saturday Night Live’ disse no sábado que Ford se transformará no alvo de suas brincadeiras, ‘se continuar sendo prefeito’. EFE