Preços ao consumidor ficam estáveis na zona do euro

A falta de variação é em relação ao mês de maio. Em relação ao mesmo mês do ano passado, o índice subiu 2,7%

Londres – O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos 17 países da zona do euro ficou inalterado em junho, na comparação com maio, no segundo mês seguido de estabilidade, informou a Eurostat. Em relação a junho do ano passado, o CPI subiu 2,7%.

Os resultados ficaram em linha com as previsões dos economistas e com a leitura preliminar da Eurostat, mas o avanço anual permaneceu acima da meta do Banco Central Europeu (BCE), que é de pouco abaixo de 2,0%.

Na semana passada, o BCE elevou a taxa básica de juros em 0,25 ponto porcentual, para 1,50%, alertando para os riscos de alta da inflação. O fato de o CPI ter ficado estável pelo segundo mês seguido sugere que esses riscos diminuíram.

No entanto, os números da Eurostat mostraram que a alta que inicialmente era verificada nos preços dos alimentos e das commodities está se tornando mais generalizada. O núcleo do CPI – que exclui energia, alimentos, álcool e tabaco – subiu 0,1% em junho ante maio e 1,6% ante junho de 2010. Em maio, o núcleo do CPI havia tido alta anual de 1,5%.

Os preços da energia caíram 0,5% no mês em junho e subiram 10,9% no ano, enquanto os preços dos alimentos ficaram estáveis em relação a maio e aumentaram 2,7% em comparação com junho do ano passado. As informações são da Dow Jones.