Preços de aço na China continuarão voláteis no curto prazo, diz Cisa

Produção diária de aço bruto no país nos 10 primeiros dias de setembro cresceu 0,9 por cento

Xangai – Os preços domésticos de aço na China vão continuar voláteis no futuro próximo por causa do excesso de oferta, afirmou a Associação de Ferro e Aço da China (Cisa).

A entidade acrescentou ainda que a produção diária de aço bruto no país nos 10 primeiros dias de setembro cresceu 0,9 por cento, contrariando expectativa do mercado de queda na produção.

“Espera-se que os preços continuem voláteis no futuro próximo, já que há muitos fatores que afetarão o crescimento da demanda por aço em meio ao ambiente econômico em dificuldade tanto na China quanto no exterior”, afirmou a Cisa em comunicado.

Entretanto, a entidade espera que desequilíbrios na oferta e demanda continuem a diminuir em setembro, enquanto a demanda melhora e algumas usinas cortam produção.

“A demanda doméstica vai continuar crescendo em setembro e no quarto trimestre graças ao crescimento da economia”, segundo a entidade.

Em resposta à alta na demanda e nos preços no mercado doméstico, as maiores siderúrgicas da China, incluindo Baosteel e Wuhan Iron & Steel, aumentaram preços de seus produtos para entrega em outubro entre 100 e 400 iuans por tonelada, sugerindo uma confiança mais forte no mercado doméstico.

O estoque total das cinco maiores produtoras de aço da China caiu 0,3 por cento, ou 40 mil toneladas, para 14,9 milhões de toneladas em 26 das principais cidades do país no final de agosto. A retração deve-se principalmente a quedas nos inventários de barras e vergalhões usados no setor de construção. Mas os estoques de laminados a quente, a frio e de placas de aço subiram 7 por cento.

Leia mais notícias sobre a China

Siga as últimas notícias de Mundo no Twitter