Por que Aspen tem os imóveis mais caros dos EUA

Cidade que no Brasil é sinônimo de esqui vive dias de glória com venda de imóveis de altíssimo padrão para estrangeiros dispostos a desembolsar fortunas

São Paulo – Enquanto cidades americanas lutam para se reerguer da dura recessão econômica que atingiu os Estados Unidos, Aspen, no estado do Colorado, consolida-se como um dos lugares mais caros do país. Conhecida pelas pistas de esqui bem frequentadas, por ricos e famosos de todas as partes do mundo, o setor imobiliário de Aspen está em bom momento: imóveis milionários estão sendo vendidos como água no deserto.

Segundo reportagem do Wall Street Journal (WSJ), o imóvel mais barato à venda na cidade custa 559.000 dólares, mas está localizado em um estacionamento de trailers. A média de preço de um imóvel nas montanhas da região alcança 4,6 milhões de dólares. É o maior valor dos EUA, bem à frente de outros locais conhecidos por abrigar endinheirados, como o Upper East Side (em Manhattan), Beverly Hills (ao oeste de Los Angeles) ou Palm Beach (Flórida).

Os estrangeiros têm sido fundamentais para inflacionar os imóveis de alto padrão disponíveis numa das cidades mais charmosas dos Estados Unidos. O WSJ aponta que, das 25 vendas de imóveis de luxo em Aspen, no período que foi de 19 a 25 de janeiro deste ano, cinco compradores eram de países como Austrália, Turquia e Hong Kong.

Russos são presença garantida entre compradores de imóveis de altíssimo padrão. Segundo a reportagem, em fevereiro, o dono de uma das maiores redes de supermercado da Rússia, Alexander Zanadvorov, adquiriu uma casa avaliada em 13 milhões de dólares, com direito a piscina aquecida indoor, hidromassagem aquecida no quintal, de frente para uma cachoeira.


O jornal também cita que a cidade é um dos pontos de esqui favoritos dos milionários brasileiros. Cerca de 20.000 pessoas deixam o Brasil em direção a Aspen todos os anos para a prática e esportes de inverno. Muitos deles não vão para se hospedar nos elegantes resorts e hotéis porque já possuem endereço fixo. Segundo o jornal, os brasileiros não gostam de dizer que compraram um imóvel em Aspen por “razões fiscais”.

Entre os motivos para o preço tão alto dos imóveis em Aspen, está a baixa porcentagem de terras disponíveis para a construção civil. Apenas 13% de todo o território está disponível para uso, por conta de leis rígidas de zoneamento e também pelo terreno montanhoso que a cerca. Outra vantagem apontada é a distância saudável que a cidade mantém dos grandes centros, o que ajuda a manter longe uma massa de turistas.

Mais conhecida como resort que como uma cidade propriamente dita, Aspen tem clima perfeitamente indicado para a prática de esportes de inverno, com alto índice de neve e temperaturas que podem atingir -14Cº. Mas, mesmo no verão, o ambiente conta com temperatura amena e que dificilmente ultrapassa a marca dos 25Cº.

A agenda da cidade também é tão movimentada quanto seu setor de imóveis. Ao longo de todo o ano, festivais de música, artes e esporte são sediados na região. Não é por nada que grifes como Gucci e Burberry e restaurantes de renomados chefes internacionais ilustram as ruas da cidade, atraindo ricaços, emergentes ou não.

Atualmente até mesmo empresas de investimentos contam com endereço fixo na cidade ou nasceram ao pé de suas montanhas. Exemplo é a Aspen Young Professionals Association, entidade que reúne os jovens profissionais que escolheram a cidade. Até fundos de investimentos já escolhem a cidade como sede de suas operações.