Pompeo diz que “1984” de Orwell ganha vida na região chinesa de Xinjiang

Romance de George Orwell se passa em um futuro distópico em que a sociedade vive sob um regime totalitarista

Washington — O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, comparou nesta sexta-feira o tratamento da China a mais de um milhão de muçulmanos uighures ao romance “1984” de George Orwell, dizendo que estão presos e sendo abusados pelo Partido Comunista em campos de concentração.

Falando em um evento da Associação Americana de Conselheiros Cristãos no Tennessee, Pompeo também disse que desejava que a NBA, que está sob pressão da China por causa de um tuíte em apoio aos protestos de Hong Kong, reconhecesse a situação na região de Xinjiang.