Polícia turca detém 31 supostos membros de Estado Islâmico

Na operação de Ancara, ontem, foram detidas 11 pessoas de uma mesma família que estavam em observação policial há algum tempo

Istambul – A polícia da Turquia deteve 31 supostos membros do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), 19 deles estrangeiros, em várias operações na capital, Ancara, e no sul do país, informou nesta terça-feira o jornal “Milliyet”.

Na operação de Ancara, ontem, foram detidas 11 pessoas de uma mesma família que estavam em observação policial há algum tempo, embora seu líder, Bayram Tatlibal, continue foragido.

Na operação também foram confiscados dois fuzis de caça e documentos relacionados ao EI.

Em outra operação foram detidos cinco estrangeiros que viajaram em um táxi desde a cidade de Adana, no sul da Turquia, a Gaziantep, província na fronteira com a Síria, e que despertaram as suspeitas do motorista, que contactou a polícia.

Os detidos são dois cidadãos chineses (provavelmente da etnia uigur), um tadjique, um uzbeque e um argelino, afirmou o jornal.

Também em Adana foram detidos na segunda-feira três cidadãos da Indonésia e um saudita, que tinham se registrado como turistas em um hotel de luxo, e que a polícia acredita que estejam vinculados ao EI.

Outras 11 pessoas, 10 delas estrangeiros, foram detidas em Gaziantep.