Polícia realiza 49 detenções em clássico do futebol uruguaio

Foram presas pessoas envolvidas em conflitos, por porte ilegal de armas e posse de drogas

Montevidéu – O maior clássico do futebol uruguaio, entre Peñarol e Nacional, realizado neste fim de semana, terminou com 49 pessoas presas nos arredores do Estádio Centenário, em Montevidéu, informou nesta segunda-feira a polícia da capital do país.

Segundo explicou à Agência Efe o porta-voz da polícia, Pablo Ghan, foram presas pessoas envolvidas em conflitos, por porte ilegal de armas e posse de drogas.

A maior parte das prisões aconteceu quando um ônibus de torcedores do Peñarol foi interceptado nos arredores de Montevidéu. No caminho para o estádio, os seguidores do clube ‘aurinegro’ se envolveram em conflito com torcedores rivais. No ônibus foram localizadas armas de fogo e diversas barras de ferro, o que levou a prisão de todos os ocupantes do veículo.

Próximo ao estádio, foram feitas outras 16 detenções devido a confronto entre torcedores. Uma mulher ainda foi flagrada portando entorpecentes.

Segundo o porta-voz da polícia, nenhum dos incidentes foi considerado grave. ‘Trabalhamos com prevenção e dissuasão, mas é preciso seguir trabalhando na cultura do respeito e tolerância’, explicou Pablo Ghan.

Cerca de 800 agentes trabalharam no esquema de segurança para a partida, que terminou empatada em 0 a 0, mantendo o Peñarol na liderança do Torneio Apertura, com 24 pontos. O Nacional é o quarto, com 20 pontos, faltando quatro rodadas para o encerramento da competição.