Polícia italiana apreende 3,5 mil bênçãos papais falsas

Em Roma, os peregrinos podem comprar pergaminhos com uma bênção do pontífice, cuja arrecadação é revertida pelo Vaticano para obras de caridade

A polícia italiana apreendeu 3.500 falsas “bênçãos papais”, avaliadas em 70.000 euros, como parte de uma operação que permitiu em uma semana confiscar um milhão de objetos falsificados, anunciou o ministro italiano do Interior, Angelino Alfano.

Em Roma, os peregrinos podem comprar pergaminhos com uma bênção do pontífice, cuja arrecadação é revertida pelo Vaticano para obras de caridade.

Alfano apresentou à imprensa um dos pergaminhos falsos confiscados pela polícia, que era vendido em uma loja próxima da basílica de São Pedro.

Com o falso selo papal, a foto de Francisco e sua frase em vários idiomas, o produto tem tudo para enganar o peregrino ingênuo.

Além do Vaticano, a polícia italiana apreendeu em uma semana na região de Roma um milhão de objetos falsificados, incluindo brinquedos perigosos para as crianças, segundo o ministro, que transformou em prioridade a luta contra o contrabando.

Em nove meses “foram confiscados na Itália quase 250 milhões de objetos falsificados, o dobro do registrado em 2014, e o valor aumentou mais de 35% na comparação com o ano anterior”, a 716 milhões de euros, disse Alfano.