Polícia investiga dados telefônicos em caso Madeleine McCann

Polícia portuguesa contratou pessoas para levar adiante inquéritos em nome da polícia britânica, embora isso não signifique que eles vão reabrir a investigação

Londres – A polícia britânica disse nesta sexta-feira que está analisando novos dados de celulares para avançar em sua investigação do desaparecimento de Madeleine McCann, que sumiu de um resort em Portugal seis anos atrás.

Madeleine, que tinha três anos na época, desapareceu de seu quarto no resort de Praia da Luz, no Algarve, em maio de 2007, enquanto seus pais jantavam com amigos em um restaurante próximo, provocando uma busca mundial pela menina.

Um novo inquérito na Grã-Bretanha iniciado há dois meses se concentra em milhares de gravações telefônicas do resort na época.

A polícia londrina disse ter feito 31 pedidos em vários países por informações relacionadas aos telefones utilizados então. Há 41 suspeitos, descritos como “objetos de investigação”, e 15 têm nacionalidade britânica.

Autoridades britânicas lançaram uma revisão do caso em 2011 depois que os pais de Madeleine escreveram ao primeiro-ministro, David Cameron, dizendo que não estava sendo feito o bastante para encontrar sua filha.

A polícia portuguesa contratou seis pessoas em Faro para levar adiante os inquéritos em nome da polícia britânica, embora isso não signifique que eles vão reabrir a investigação. As duas forças vão se reunir para discutir o caso em algumas semanas.