Policia frustra atentado contra líder ortodoxo de Istambul

Patriarca ecumênico greco-ortodoxo era alvo de um atentado que foi frustrado pela polícia graças a uma denúncia

A polícia da Turquia frustrou um plano de atentado contra o patriarca ecumênico greco-ortodoxo de Constantinopla (atual Istambul) Bartolomé I e deteve um suspeito, afirmou este sábado o patriarcado à AFP.

“A polícia nos informou ontem pela manhã (sexta-feira) da situação. Nos disse que prendeu uma pessoa e procurava outras duas”, afirmou o porta-voz do patriarcado, o padre Dositheos Anagnostopoulos.

A imprensa turca informou a detenção de um suspeito originário de Kayseri (centro), Serdar A., graças a uma denúncia que o acusava de planejar assassinar Bartolomé I no dia 29 de maio, no 560º aniversário da tomada de Constantinopla pelos turcos.

“A polícia reforçou a segurança do patriarcado”, afirmou Anagnostopoulos, que acrescentou, contudo, que Bartolomé I não levava a sério este plano de atentado. “Sua Santidade não acredita que seja algo grave”, afirmou. A comunidade cristã de Turquia está integrada por cerca de 100.000 pessoas.