Polícia faz grande operação contra terrorismo em Berlim

Segundo autoridades, quatro jovens estão sendo investigados por suposta filiação ao Estado Islâmico e planejamento de um atentado

Berlim – Cerca de 130 agentes de Polícia participaram nesta manhã de uma operação contra o terrorismo jihadista e fizeram nove inspeções em Berlim e no estado federado da Saxônia-Anhalt, com diversas apreensões de provas.

Em comunicado conjunto, a Polícia de Berlim e o Ministério Público (MP) informaram que quatro pessoas, com idades entre 18 e 21 anos, estão sendo investigadas por suposta filiação ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI) e planejamento de um atentado contra a segurança nacional.

Acredita-se que dois dos acusados foram em novembro de 2016 de Berlim à região de conflito, via Istambul, enquanto um terceiro teria recebido instruções militares do EI. Segundo o MP, estes três não retornaram à Alemanha. O quarto elemento está sendo investigado por ter levado os demais ao aeroporto e ter ajudado o grupo a sair do país.

O órgão não deu mais detalhes por conta do andamentos das investigações.

Alguns jornais informaram que a operação estava montada para pegar pessoas do círculo de Anis Amri, o terrorista que em dezembro do ano passado invadiu com um caminhão uma feira natalina de Berlim, ataque que deixou 12 mortos e quase 100 feridos.

A rede de TV “RBB” informou que não foram estabelecidos vínculos dos suspeitos com o terrorista, mas que eles poderiam ter frequentado a mesma mesquita.

No final de outubro, a Polícia da capital alemã deteve um suposto muçulmano de 40 anos num bar do bairro multicultural de Kreuzberg. Antes, os agentes tinham apreendidos pistolas, fuzis e quase 30 caixas de munição de diferentes calibres em batidas realizadas em quatro imóveis.