Polícia desativa artefato na catedral de Madri

O artefato "era composto por um detonador, por 200 gramas de pólvora, por um depósito metálico cheio de pregos e por um despertador", afirmou uma fonte

Madri – A polícia espanhola desativou nesta quinta-feira um artefato explosivo que havia sido deixado junto a um confessionário da catedral da Almudena de Madri, informou um porta-voz da polícia.

O artefato “era composto por um detonador, por 200 gramas de pólvora, por um depósito metálico cheio de pregos e por um despertador”, afirmou a mesma fonte.

Segundo uma porta-voz do arcebispado de Madri, “o artefato foi encontrado por um sacerdote em um saco de lixo”.

O próprio sacerdote evacuou o templo e avisou a polícia, que desarmou a bomba sem que tenham ocorrido danos.

A catedral de Almudena, dedicada à Virgem da Almudena, padroeira da capital espanhola e consagrada em 1993 pelo Papa João Paulo II, está situada no centro de Madri, em frente ao Palácio Real.