Polícia de Hong Kong ameaça usar munição real contra manifestantes

Uma mobilização pró-democracia começou em junho com a rejeição a um projeto de lei que autorizaria extradições para a China continental

Hong Kong – A polícia de Hong Kong ameaçou na segunda-feira (horário local, domingo no Brasil) responder com munição real se “manifestantes” usarem armas letais e cometessem outros atos de violência, em meio a um impasse com manifestantes que estavam atirando bombas de gasolina do lado de fora de um campus universitário.

A polícia divulgou um comunicado pedindo às pessoas que, descreveram como manifestantes, que parem de usar armas letais para atacar policiais, acrescentando que a polícia responderia com força e poderia usar munição real se não atendessem ao pedido.