Plebiscito “ordenou fim” de Constituinte na Venezuela, diz OEA

Na visão do secretário-geral da Organização, a participação em massa dos venezuelanos é "uma profunda lição para governantes e oposição"

A consulta popular de domingo na Venezuela ordenou o fim da iniciativa de uma Assembleia Nacional Constituinte e a criação de um governo de união nacional, afirmou o secretário-geral da OEA, Luis Almagro.

“O pronunciamento soberano ordenou que o processo para a Assembleia Nacional Constituinte se detenha. Não há dúvidas a respeito. Pretender por parte do governo chegar a 30 de julho seria um ato improcedente do ponto de vista democrático”, afirmou.

Na visão do secretário-geral da Organização de Estados Americanos, a participação popular em massa dos venezuelanos é “uma profunda lição para governantes e oposição”.