Piñera encerra Cúpula com ato em solidariedade ao Brasil

Presidente do Chile encerrou encontro com autoridades com mensagem de solidariedade com o povo brasileiro após o incêndio em uma discoteca que deixou mais de 200 mortos

Santiago do Chile –  O presidente do Chile, Sebastián Piñera, encerrou neste domingo a I Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) e a União Europeia (UE) com uma mensagem de solidariedade com o povo brasileiro após o incêndio em uma discoteca que deixou mais de 200 mortos.

Piñera reivindicou aos cerca de 40 chefes de Estado e governo presentes ‘reflexão e solidariedade com o povo brasileiro pela tragédia’ e em seguida pediu que se pusessem de pé e guardaram silêncio em sinal de respeito às vítimas.

Também no encerramento, o presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy, transmitiu suas condolências às vítimas e sua ‘profunda tristeza’ à presidente Dilma Rousseff, que precisou deixar a cúpula antes do tempo para viajar à cidade onde houve o incêndio, que, segundo novos dados oficiais, causou 232 mortos e 131 feridos.

Pouco antes, o chanceler chileno, Alfredo Moreno, havia expressado nos mesmos termos aos jornalistas, também na cúpula.

‘Isto não somente deixa todo nosso país-irmão Brasil em luto, mas todos os nossos países’, apontou Moreno, que lamentou que ‘tanta gente jovem tenha sido afetada por uma tragédia tão imensa’.

É uma tragédia que ‘cobre de luto’ toda a América Latina, manifestou, ao oferecer suas condolências ao povo e ao governo brasileiro. EFE