Pesquisa mostra que 9 entre 10 argentinos veem vitória de Fernández

Além de enxergar candidato opositor como presidente da Argentina, mais da metade das pessoas no país espera que não seja necessário segundo turno

Uma pesquisa realizada pelo instituto D’Alessio IROL que foi divulgada nesta segunda-feira (7) apontou que 90% da população acredita na eleição de Alberto Fernández como presidente da Argentina, e que mais da metade das pessoas no país espera que não seja necessário segundo turno.

De acordo com os dados, nove em cada dez questionados acreditam que o candidato peronista tomará posse. Até mesmo entre os eleitores declarados do atual chefe de governo, Mauricio Macri, 76% acreditam que o adversário conseguirá ganhar o pleito.

Segundo os números divulgados pelo D’Alessio IROL, 58% dos ouvidos pelos pesquisadores, acreditam que não será necessária a disptua de segundo turno.

De acordo com a legislação argentina, um candidato é declarado vencedor ainda no primeiro turno se conseguir 45% dos votos, ou se tiver mais de 40%, desde que abra dez pontos de vantagem para o segundo colocado.

Ontem, dois institutos de pesquisa divulgaram números de intenções de voto. Segundo o Federico González e Associados, Fernández tem 54,1%, contra 30,2% de Macri.

Para o Opinaia, o peronista conta com 52%, contra 33% do atual presidente.

Nas primárias, que servem para qualificar os candidatos para o primeiro turno e que são consideradas uma grande pesquisa eleitoral, Fernández teve 47,7% dos votos, contra 31,7% de Macri.