Pesquisa eleitoral indica vitória folgada da oposição na Espanha

O levantamento mostra que o PP obterá entre 190 e 195 deputados na câmara baixa do Parlamento

Madri – A legenda política espanhola Partido Popular (PP), que faz oposição ao governo de José Luis Rodríguez Zapatero, deverá obter uma maioria absoluta nas eleições gerais do próximo dia 20, já que os socialistas do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) devem sofrer o pior resultado desde a ascensão da democracia.

A previsão foi reforçada nesta sexta-feira depois que o Centro de Pesquisas Sociológicas (CIS), um organismo público, divulgou os resultados de sua última pesquisa eleitoral. Elaborada no fim de outubro, a pesquisa mostra que o PP obterá entre 190 e 195 deputados na câmara baixa do Parlamento, enquanto o PSOE teria entre 116 e 121 cadeiras.

A pesquisa aponta uma distância de 16,69 pontos percentuais entre os dois partidos e comprova uma notável ascensão da coligação formada pela Esquerda Unida (IU) e pela Iniciativa para Catalunha Verde (iCV), que deverá assumir 8 cadeiras. Já a Convergência e União (CiU, nacionalistas catalães) seria a terceira força política do país, com 13 deputados.

Ainda segundo a pesquisa, a Amaiur (uma coalizão de vários partidos bascos que inclui a esquerda separatista) obteria três cadeiras, mesmo número atingido por outras legendas, como o Partido Nacionalista Basco (PNV), a União Progresso e Democracia (UPyD) e o Independentistas Catalães (ERC).

Já a Coalizão Canária (CC) obteria dois deputados, enquanto a Compromís-Equo (uma nova formação de esquerda) e o Fórum Astúrias (nascido de uma dissidência do PP) teriam apenas um cada.

Além da vitória do PP, a pesquisa elaborada pelo CIS estima que 31,5% dos entrevistados estão indecisos.