Pesquisa de boca de urna dá vitória ao não com 54% dos votos

Os escoceses votaram nesta quinta-feira em massa em uma consulta histórica para decidir se a região segue fazendo parte do Reino Unido ou se separa

Edimburgo (Reino Unido) – Uma pesquisa de boca de urna feita pelo instituto YouGov deu a vitória no plesbicito da Escócia ao “não” com 54% dos votos, contra 46% do “sim”.

Os escoceses votaram nesta quinta-feira em massa em uma consulta histórica para decidir se a região segue fazendo parte do Reino Unido ou se separa, em um processo que se estenderia até 2016.

As urnas fecharam hoje às 18h (de Brasília), após 15 horas de votação, e imediatamente depois começou a apuração, que será realizada durante toda a madrugada. Os resultados serão divulgados por volta das 3h (de Brasília).

O instituto YouGov entrevistou 1.828 pessoas que votaram hoje e mais 800 eleitores que participaram da consulta pelo correio. Todos os entrevistados já tinham sido consultados sobre como votariam e o instituto perguntou se mudaram de opinião na hora de votar.

Ao analisar os resultados, o YouGov percebeu uma “ligeira mudança no dia da votação do “sim” para o “não””.

Os pesquisadores perguntaram também se os eleitores encontraram ativistas de ambos os lados em seus colégios eleitorais e, nesse caso, se eles se tinham comportado “de forma adequada”.

A maioria disse que os ativistas atuaram de um modo “razoável”, enquanto 10% dos eleitores contrários à independência se queixaram de comportamento inadequado de partidários do “sim”. Por outro lado, 5% de partidários da independência afirmaram ter sofrido algum problema com os defensores do “não”.

Na última pesquisa realizada pelo mesmo instituto, feita para os jornais “The Sun” e “The Times”, o “não” tinha 52% das intenções dos votos, enquanto o “sim” obteve “48%”.

Os resultados de alguns dos 32 distritos eleitorais da Escócia serão divulgados ao lago da madrugada.

Os números da participação popular serão anunciados de manhã. Os escoceses foram em massa às urnas e 97% dos eleitores (4,3 milhões de cidadãos) se registram para poder votar hoje.

Atualizado às 19h51.