Perdas em 2011 por catástrofes naturais batem recorde

Estimativa da ONU é que prejuízo cheguou a 366 bilhões de dólares no ano; terremoto do Japão é a principal causa

Genebra – As perdas econômicas provocadas por catástrofes naturais atingiram um nível recorde no ano passado. Foram 366 bilhões de dólares, segundo estimativa da ONU, que publicou nesta quarta-feira seu último estudo sobre o assunto.

Em 2011, a ONU registrou 302 catástrofes naturais que provocaram a morte de 29.782 pessoas, afetaram aproximadamente 260 milhões de seres Humanos e infligiu custos econômicos recordes.

O terremoto que atingiu o Japão em março representa a maior parte das perdas econômicas do ano (210 bilhões de dólares).

“O grande tremor de terra seguido pelo tsunami no Japão nos lembra que não podemos ignorar as lições da história”, declarou a diretora da Estratégia Internacional para a Prevenção de Catástrofes das Nações Unidas (UNISDR), Margareta Wahlström, citada em um comunicado.

“As grandes cidades situadas nas zonas sísmicas devem levar a sério a probabilidade que tais eventos se reproduzam”, acrescentou.

O último ano recorde em termos de perdas econômicas foi 2005, com 243 bilhões de dólares, segundo o estudo realizado pela ONU e pelo Centro de Pesquisa sobre Epidemiologia de Desastres (Cred) da Universidade de Louvain (Bélgica).