Pelo menos 24 mortos em bombardeios do governo na Síria

Pelo menos 12 pessoas, incluindo duas crianças, morreram em um ataque com barris de explosivos contra um edifício de Saraqeb

Beirute – Pelo menos 24 pessoas morreram em bombardeios da aviação síria na região de Idleb, uma cidade do noroeste controlada pelo braço local da Al-Qaeda, informou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Pelo menos 12 pessoas, incluindo duas crianças, morreram em um ataque com barris de explosivos contra um edifício de Saraqeb (sudeste de Idleb), segundo a ONG.

Os barris repletos de explosivos são lançados de helicópteros e provocam danos consideráveis, sobretudo no meio urbano.

Um ataque com míssil em uma localidade ao sudoeste de Idleb matou uma mulher, de acordo com o OSDH, que tem sede na Inglaterra.

Outras 11 pessoas morreram em bombardeios contra diversos bairros da cidade de Idleb, conquistada pela Frente Al-Nosra, o braço sírio da Al-Qaeda, e outras organizações islamitas no início de abril.

Uma fonte militar citada pela agência oficial Sanaa afirmou que o exército atacou “posições terroristas” em Idleb e arredores. O governo sírio utiliza o termo “terroristas” para todos os rebeldes, sem fazer distinção.

Mais de 215.000 pessoas morreram desde o início da guerra civil na Síria em 2011.