Paulo Bernardo será o novo ministro das Comunicações

O nome de Bernardo já estava sendo cogitado desde a última semana para ficar à frente da pasta

A presidente eleita, Dilma Rousseff, definiu e anunciou ao PMDB o novo nome para o Ministério das Comunicações de seu governo. Será Paulo Bernardo, atual ministro do Planejamento. Com a saída de José Artur Filardi, ex-chefe de gabinete de Hélio Costa (PMDB), o partido do vice presidente eleito, Michel Temer, perde uma importante pasta de sua cota partidária e já começa a brigar por novos cargos.

O Ministério das Cidades, atualmente controlado pelo PP, é o mais cobiçado pelo PMDB para fazer a compensação pelo Ministério das Comunicações. Temer quer alguém de sua cota pessoal para o cargo e, dessa forma, Moreira Franco, dirigente nacional do PMDB, é o mais cotado para assumir a pasta. Durante o segundo turno, Franco integrou a coordenação de campanha de Dilma Rousseff e caiu nas graças de diversos petistas.

O Ministério de Minas e Energia também estará nas mãos do PMDB, com a volta de Edison Lobão, que também é do agrado da presidente eleita. O novo ministério, que cuidará de portos e aeroportos no futuro governo Dilma, também está na mira dos peemedebistas. O nome de Bernardo já estava sendo cogitado desde a última semana para ficar à frente da pasta de Comunicações, quando o ministro visitou a Granja do Torto, residência provisória da presidente eleita, e saiu afirmando que Dilma havia o convidado para permanecer no governo.

“Foi um convite genérico”, disse à época. Miriam Belchior já foi oficializada como a nova ministra do Planejamento, no lugar de Paulo Bernardo.