Passagem de tufão na região de Tóquio deixa 4 mortos

Escolas foram fechadas, centenas de voos foram cancelados e milhares de pessoas aconselhadas a sair de suas casas devido à passagem do tufão Wipha pela região

Tóquio – Quatro pessoas morreram, escolas foram fechadas, centenas de voos foram cancelados e milhares de pessoas aconselhadas a sair de suas casas devido à passagem do tufão Wipha pela região de Tóquio na quarta-feira (horário local), apesar de a capital japonesa ter escapado de danos maiores.

Operadores da usina nuclear de Fukushima, ao norte de Tóquio, bombearam a água da chuva para fora dos recipientes de proteção da base de cerca de 1.000 tanques de armazenamento de água radioativa, além de tomarem outras precauções, já que o tufão Wipha passou por Tóquio e se movia em direção à costa nordeste do país.

Três pessoas foram encontradas mortas na ilha Izu Oshima, a sul de Tóquio, de acordo com a emissora japonesa NHK, depois que os rios transbordaram e várias casas foram danificadas. Outra mulher foi levada por um rio no oeste da capital.

A tempestade trouxe ventos com força de furacão e chuvas torrenciais para a metrópole de 30 milhões de pessoas no auge do horário de pico matinal, interrompendo alguns serviços de trem. Outros trens operaram com capacidade parcial.

“É realmente assustador, o vento e tudo”, disse Misuzu Susaki, que enfrentou a tempestade. “É incrível”.

A tempestade estava 40 quilômetros a leste da cidade de Katsuura e se movendo para nordeste a 65 quilômetros por hora às 7h de quarta-feira (20h de terça-feira em Brasília). Tinha ventos sustentados de 126 quilômetros por hora e rajadas de até 180 quilômetros por hora, segundo a Agência Meteorológica do Japão.

O tufão deve perder força e se tornar uma depressão tropical ao longo da quarta-feira.