Partido no poder na Noruega pede referendo sobre imigração

Seguindo o exemplo da votação suíça a favor de uma limitação da imigração, a direita populista da Noruega também pediu um referendo sobre o tema

Oslo – Seguindo o exemplo da votação suíça a favor de uma limitação da imigração, a direita populista da Noruega – membro da coalizão no poer – também pediu nesta terça-feira a realização de um referendo sobre este tema.

“Não tomo posição sobre o sistema de cotas a respeito do qual se pronunciou o povo suíço”, declarou Mazyar Keshvari, porta-voz para assuntos de imigração do Partido do Progresso, formação favorável a uma política de restrição da imigração.

“Mas a ideia de um referendo é interessante e a Noruega também deveria organizar um referendo sobre imigração. Estou seguro de que haveria uma maioria a favor de um endurecimento a respeito”, acrescentou.

A Noruega não é membro da União Europeia, mas o país está vinculado ao bloco europeu através de sua participação no Espaço Econômico Europeu e no Espaço Schengen.

Os eleitores suíços aprovaram no domingo, em referendo, limitar a entrada de imigrantes, principalmente da União Europeia.