Parlamento Europeu apoia novo adiamento do Brexit

O Parlamento Europeu reafirmou seu apoio ao acordo do Brexit já negociado com o Reino Unido

O Parlamento Europeu aprovou nesta quarta-feira, 18, por 544 votos a 126 uma resolução reafirmando que continua apoiando um Brexit ordenado que seja baseado no acordo de retirada já negociado. O Legislativo da União Europeia (UE) pontuou no documento que está aberto a uma possível extensão da data-limite para a separação se ela for solicitada pelo Reino Unido e tiver “um propósito específico, como evitar um desembarque sem acordo, realizar eleições gerais ou um referendo, revogar o Artigo 50 (que acionou o Brexit) ou aprovar o acordo de retirada”.

De acordo com o texto aprovado na votação, o Parlamento ressalta que o Reino Unido teria de assumir responsabilidade completa por uma eventual saída sem acordo e as “sérias consequências” que ela implicasse.

Em discurso no plenário da Casa, o negociador-chefe da UE para o Brexit, Michel Barnier, afirmou que Bruxelas precisa de “uma solução legalmente operacional” no acordo do Brexit “que responda integralmente a cada um dos problemas e riscos criados” pelo divórcio.

“O novo governo do Reino Unido delineou em Luxemburgo os aspectos do backstop de que não gosta. Isso, no entanto, não é suficiente para nos aproximar de uma solução”, comentou o francês, referindo-se ao mecanismo, rejeitado por Londres, que, no caso de um acordo ser aprovado por ambas as partes, mas o arcabouço legislativo para a nova relação não estar todo de pé ao fim do período de transição do Brexit, criaria automaticamente uma união aduaneira temporária englobando o Reino Unido.