Parlamento de Chipre despenaliza homossexualidade

Parlamento da República Turca do Norte de Chipre aprovou projeto de lei que despenaliza as relações homossexuais

Nicósia – O Parlamento da República Turca do Norte de Chipre (RTCN), estado do norte da ilha do Chipre reconhecido unicamente pela Turquia, aprovou nesta segunda-feira um projeto de lei que despenaliza as relações homossexuais, até então punidas com cinco anos de prisão.

A lei, datada do Império Britânico, definia as relações entre pessoas do mesmo sexo como “relações contra-naturais”, no país de maioria muçulmana. Vários apelações foram apresentadas na Corte Europeia de Direitos Humanos contra essa criminalização.

O texto foi submetido a uma votação por iniciativa do partido no poder, de esquerda, e na ausência do principal partido de oposição, causando semanas de debate entre a população.

A ilha mediterrânea está divida ao meio desde a intervenção do exército turco em 1974, em reação a um golpe de estado, fomentado por nacionalistas cipriotas gregos, que pretendiam anexar a ilha à Grécia.