Parlamento da Irlanda aprova legalização do aborto

Sete meses antes, a população se pronunciou contra a proibição em referendo histórico

O Parlamento da Irlanda aprovou nesta quinta-feira, 13, o projeto de lei que legaliza o aborto, sete meses após o referendo histórico no qual a população se pronunciou contra a proibição.

O texto autoriza o aborto sem condições até 12 semanas após a gravidez ou posteriormente em casos de “risco à vida” e “grave perigo para a saúde” da mulher.

A lei irlandesa relacionada ao aborto era uma das mais restritivas do mundo. Mais de 64% da população compareceu às urnas em maio para opinar sobre o tema.