Parlamento catalão debaterá amanhã escolha do novo presidente regional

O Parlamento vai debater amanhã se o candidato indicado por Puigdemont, Quim Torra, pode ser o novo presidente da Catalunha

Barcelona – O Parlamento da Catalunha iniciará amanhã o debate para escolher como presidente dessa região o candidato independentista Quim Torra, candidato designado pelo ex-presidente catalão Carles Puigdemont, que está foragido da justiça espanhola.

O presidente da Câmara catalã, Roger Torrent, realizou nesta sexta-feira a convocação formal do plenário parlamentar para a posse de Torra, depois de consultar com todos os grupos parlamentares e comprovar que é o candidato que conta com mais apoios.

Torra conta com a aprovação do JxCat, grupo do qual é candidato, e da ERC (independentistas republicanos de esquerda), embora ambos não tenham votos da maioria absoluta da Câmara, por isso que teria que se submeter a uma segunda votação dois dias depois.

Na primeira votação precisaria de maioria absoluta, afixada em 68 votos, mas o JxCat, grupo liderado por Puigdemont, e a ERC somam 66, necessitando do apoio ou da abstenção dos quatro deputados da CUP (independentistas radicais).

Se na primeira votação o candidato não conseguisse a maioria exigida, haveria uma segunda votação na segunda-feira, na qual só precisaria da maioria simples (mais sins do que nãos).

Torra foi designado ontem novo candidato por Puigdemont como “plano D”, após fracassar sua própria candidatura e as de Jordi Sánchez e Jordi Turull, porque não puderam comparecer ao Parlamento ao debate sobre sua posse, como diz a lei.