França pede investigação sobre bombardeio a hospital da MSF

"A França deplora as várias vítimas, nove delas empregadas da MSF", indicou o Ministério Exteriores do país

Paris – O Ministério de Exteriores da França pediu neste sábado uma investigação para que sejam esclarecidas “no menor prazo possível, as circunstâncias” do bombardeio ao hospital da ONG Médicos sem Fronteiras (MSF) em Kunduz, no norte do Afeganistão.

“A França deplora as várias vítimas, nove delas empregadas da MSF”, indicou o Ministério em comunicado.

O departamento mostrou solidariedade com as famílias das vítimas e dos feridos.

O governo afegão indicou que o bombardeio foi obra da aviação americana, depois de um grupo de terroristas talibãs se refugiar nesse hospital.