Paris fecha museus e cancela competições desportivas

Após ataques terroristas, Palácio de Versalhes e o Museu do Louvre chegaram a abrir as portas antes de decisão do governo

O Ministério da Cultura de França anunciou hoje (14) o fechamento de museus, após os atentados de ontem (13) à noite na capital francesa. As competições desportivas previstas para a região parisiense também foram canceladas.

“Hoje, os espaços culturais públicos abertos ao público na Ile-de-France estarão fechados”, informou, por meio do Ministério da Cultura.

A Ópera de Paris cancelou os concertos previstos para hoje e a grande sala da Philharmonie permanecerá fechada durante o fim de semana. O Palácio de Versalhes e o Museu do Louvre chegaram a abrir as portas antes da decisão de fechar esses espaços.

Também todas as competições desportivas previstas para hoje e para amanhã (15) na região parisiense foram canceladas, destacando-se o jogo da Taça da Europa de rugby entre o Racing 92 e os Glasgow Warriors.

O Parque de Diversões Disneylândia, localizado a Este de Paris, também ficou fechado, em solidariedade às vítimas dos atentados.

Pelo menos 127 pessoas morreram e 180 ficaram feridas, 80 dos quais em estado crítico, em diversos atentados ontem à noite em Paris, segundo fontes policiais francesas.

Oito terroristas morreram, sete deles suicidas, que usaram cintos com explosivos nos atentados.

Os ataques ocorreram em pelo menos seis locais diferentes da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e o Stade de France, onde ocorria um jogo de futebol entre as seleções de França e da Alemanha.

A França decretou estado de emergência e restabeleceu o controle de fronteiras na sequência dos atentados classificados pelo presidente François Hollande como “ataques terroristas sem precedentes no país”.