Paraguai cria fundo de desenvolvimento com verba de Itaipu

Brasil deverá pagar mais US$ 240 milhões ao vizinho pela energia da usina; verba será utilizada em infraestrutura, educação e saúde

Assunção – O governo paraguaio anunciou nesta segunda-feira a criação de um fundo de desenvolvimento com os US$ 240 milhões anuais que deverá receber do Brasil pela administração conjunta da hidrelétrica de Itaipu.

O ministro da Fazenda, Dionisio Borda, disse que o fundo em questão financiará obras de infraestrutura e promoverá melhorias em instituições educativas e sanitárias, assim como em programas de pesquisas acadêmicas e científicas. Também está previsto um fundo de estabilização para fazer frente a eventuais crises financeiras, disse o ministro.

O Senado brasileiro votará nesta terça-feira os acordos assinados com o Paraguai em 2009 que preveem um aumento da verba que Assunção recebe pela energia que cede ao Brasil.

A votação no Senado é o último passo para a entrada em vigor desses acordos, pelos quais o Brasil deverá pagar US$ 360 milhões anuais pelo excedente de energia paraguaia que recebe de Itaipu. Atualmente, o valor pago ao Paraguai é de US$ 120 milhões.