Para líder rebelde, êxito do novo governo depende de fundos bloqueados

EUA e África do Sul alcançaram um acordo na quinta-feira para permitir à ONU liberar 1,5 bilhão de dólares em ativos bloqueados da Líbia para a reconstrução do país

Istambul – O número dois da rebelião líbia, Mahmud Jibril, afirmou nesta sexta-feira que o “êxito” do novo governo líbio depende da entrega de fundos bloqueados por outros países após o início da revolta contra o regime de Muammar Kadafi, em fevereiro.

“Teremos fortes expectativas após a queda do regime. Os ativos bloqueados devem ser liberados para permitir o êxito do novo governo que será formado”, declarou Jibril em Istambul em uma entrevista coletiva com o chanceler turco, Ahmet Davutoglu.

“É preciso pagar os salários dos funcionários públicos. A vida tem que poderr continuar normalmente”, acrescentou.

Estados Unidos e África do Sul alcançaram um acordo na quinta-feira para permitir ao Conselho de Segurança da ONU liberar 1,5 bilhão de dólares em ativos bloqueados da Líbia para a reconstrução do país.