Paquistanês acusado de ter caso com mulher casada é mutilado

Yusaf Khan, 32 anos, foi sequestrado pela família da mulher, e teve arrancados os olhos, as orelhas, o nariz, os lábios e a língua

Lahore – Um barbeiro paquistanês está entre a vida e a morte depois que foi mutilado pela família de uma mulher casada que o acusava de manter uma relação com esta.

Yusaf Khan, 32 anos, foi sequestrado por sete membros de uma influente família de proprietários de terra, que arrancaram os olhos, cortaram as orelhas, o nariz, os lábios e a língua da vítima, informou o policial que investiga o caso, Khaliq Riaz.

A tragédia aconteceu em Mirzapur, cidade a 120 km de Lahore, capital cultural e principal cidade do leste do Paquistão.

“Yusaf Khan estava acusado de ter uma relação ilegítima com uma mulher casada”, afirmou Riaz, sem revelar mais detalhes sobre o tipo de relacionamento.

Cinco culpados foram detidos e a polícia procura outros dois, segundo o policial.

“A família informou que havia advertido em várias ocasiões Yusaf sobre a relação ilegítima e que se viu obrigada a adotar esta medida extrema para puni-lo”, disse Riaz.

A vítima está hospitalizada em estado crítico.

Nas zonas rurais do Paquistão, o sistema judiciário não consegue impor-se às práticas de vingança familiares ou tribais.