Papa será chamado somente de Francisco

Embora toda a mídia tenha chamado inicialmente o novo papa de Francisco I, ele será apenas o papa Francisco, conforme o Vaticano esclareceu algumas horas após sua eleição

O novo papa, o ex-cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio, se chamará simplesmente “papa Francisco” e não Francisco I, informou o porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi, na noite de quarta-feira.

Primeiro papa latino-americano e jesuíta, o ex-arcebispo de Buenos Aires é também o primeiro papa a escolher o nome de Francisco, em homenagem a São Francisco de Assis.

O porta-voz do Vaticano, o também jesuíta padre Lombardi, ficou muito satisfeito nesta quarta-feira à noite com a escolha do nome de Francisco por se tratar de “uma grande testemunha do Evangelho”.

“Ele não escolheu o nome de Ignácio (como Ignácio de Loyola, fundador da ordem dos jesuítas), ele quer dizer com isso que nós estamos a serviço da igreja”, completou Lombardi.

É a primeira vez que um papa escolhe um nome inédito desde João Paulo I em 1978 (que havia escolhido esse nome em homenagem aos seus dois antecessores, João XXIII e Paulo VI).

Contudo, não é preciso acrescentar o número ordinal “primeiro”. Ele será eventualmente chamado de Francisco I se um de seus sucessores decidir homenageá-lo escolhendo o mesmo nome.