Papa se diz agradecido ao completar 70 anos de 1ª comunhão

O papa Francisco se mostrou "agradecido ao Senhor" ao comunicar fiéis que hoje completa 70 anos de sua primeira comunhão

Cidade do Vaticano  – O papa Francisco se mostrou “agradecido ao Senhor” ao comunicar aos fiéis congregados na habitual audiência geral das quartas-feiras na Praça de São Pedro que hoje completa 70 anos de sua primeira comunhão.

“Estou muito agradecido ao Senhor porque hoje faz setenta anos desde que fiz a primeira comunhão”, anunciou o papa Bergoglio às milhares de pessoas que assistiram à audiência.

A primeira comunhão é um sacramento de iniciação da Igreja Católica pelo qual uma pessoa participa pela primeira vez da eucaristia recebendo a hóstia e o vinho, que para os crentes representam o corpo e o sangue de Jesus.

Francisco afirmou que fazer a primeira comunhão “significa entrar em comunhão com os outros, com os irmãos de nossa igreja e com todos os que pertencem a comunidades diversas mas creem em Jesus”.

O papa se referiu posteriormente à divisão entre os cristãos e incentivou os fiéis presentes a andar “todos rumo à unidade. A história nos separou, mas estamos no caminho para a reconciliação de todas as comunhões”.

“Deus não pode deixar de escutar à voz do próprio filho Jesus e não deixar de ouvir sua oração e a nossa a fim de que todos os cristãos sejam de verdade uma só coisa. É possível caminhar rumo à reconciliação”, disse o papa ao comentar o desafio da unidade dos cristãos.

“Como membros da Igreja, em primeiro lugar somos chamados a rezar, como fez Jesus, pela união dos cristãos. O Senhor pede que não nos fechemos ao diálogo e ao encontro, mas que estejamos abertos a tudo aquilo que é valioso e positivo dos que não pensam e atuam como nós”.