Papa pede que mafiosos se convertam e não acabem no inferno

Francisco recordou com tristeza os crimes cruéis provocadas pela máfia, pediu uma oração para todas as vítimas de mafiosos e deu uma bênção às famílias

Roma – O papa Francisco realizou nesta sexta-feira uma chamada aos homens e mulheres mafiosos, e pediu que se transformassem e deixassem de fazer o mal.

“O poder e o dinheiro que vocês têm agora, de tantos negócios sujos e crimes mafiosos, um dinheiro ensanguentado, um poder ensanguentado, vocês não poderão levar para a vida eterna. Ainda há tempo para vocês se converterem e não terminarem no inferno”, exclamou o papa com semblante sério.

Ele recordou com tristeza os crimes cruéis provocadas pela máfia. Comovido, Francisco lembrou a morte de Domenico Petruzzeli, de três anos, assassinado a tiros na terça-feira passada junto com sua mãe e o padrasto enquanto viajavam de carro em uma estrada de Tarento, na região da Apúlia (sul), possivelmente por um ajuste de contas.

“Quero rezar com vocês para que não percam a força de ir adiante e não desanimem na luta contra a corrupção”, enfatizou.

O papa pediu uma oração para todas as vítimas da máfia, e deu uma bênção nas famílias. O encontro, realizado na Igreja de São Gregório VII, próxima ao Vaticano, reuniu os parentes de 700 vítimas inocentes assassinadas pela máfia italiana.

“Quero expressar a minha solidariedade aos que são vítimas da violência mafiosa: Obrigado pelo testemunho, porque vocês não se fecharam, mas se abriram para contar a vossa história de dor e de esperança”.

Ao finalizar ele disse: “Sinto que não posso terminar sem dizer uma palavra aos protagonistas desse mal, aos homens e mulheres mafiosos: Por favor, mudem de vida, convertam-se, parem de fazer o mal!”.