Papa pede combate à “praga” do tráfico de seres humanos

"Faço uma chamada especialmente aos governos para que afrontem as causas dessa praga e protejam as vítimas", disse o papa

Cidade do Vaticano – O papa Francisco pediu neste domingo aos governos do mundo que combatam “com decisão” as causas do tráfico de seres humanos e pediu que denunciem esta “praga”, depois de presidir a reza do Angelus diante da Praça de São Pedro.

O pontífice argentino se referiu ao lema da Jornada Mundial contra o tráfico humano, “Juntos contra o tráfico”, e afirmou que consiste em um “convite para unir forças para vencer este desafio”.

“Agradeço todos aqueles que o combatem, em particular muitas religiosas. Faço uma chamada especialmente aos governos para que afrontem as causas dessa praga e protejam as vítimas”, disse o papa desde a janela do Palácio Apostólico.

Francisco explicou que, de qualquer maneira, todas as pessoas podem ajudar “denunciando os casos de tráfico e de escravidão de homens, mulheres e crianças”.

O papa repartiu entre os fiéis uma oração à santa sudanesa Josefina Bakhita (1869-1947), raptada quando era uma menina, maltratada e vendida como escrava várias vezes e que acabou como babá de uma família na Itália, onde finalmente virou freira.