Papa orientou vítima de abuso sexual a denunciar ato

Três sacerdotes e um civil foram detidos na segunda-feira por conexão com o caso na cidade de Granada, no sul da Espanha

Roma – O papa Francisco afirmou que pediu pessoalmente ao espanhol que disse ter sido abusado sexualmente por um padre e pediu que ele denuncie o ato à diocese.

Três sacerdotes e um civil foram detidos na segunda-feira por conexão com o caso na cidade de Granada, no sul do país.

Em entrevista a repórteres enquanto voltada para casa de Estrasburgo nesta terça-feira, o papa disse que recebeu uma carta da suposta vítima e em seguida telefonou e orientou que ele fosse até a diocese de Granada para relatar o abuso que aconteceu há dez anos.

Francisco também escreveu para o bispo e pediu que ele iniciasse uma investigação. De acordo com ele, o caso causa “grande dor, mas a verdade é a verdade e não podemos escondê-la”.