Papa Francisco impede fechamento de portas de basílica

“A igreja é de todos e para todos, deixe as portas abertas”, pediu o papa

Vaticano – Ao chegar hoje (14) à Basílica de Santa Maria Maior, no centro de Roma, o papa Francisco surpreendeu mais uma vez. O responsável pela segurança da igreja quis fechá-la, para permanência exclusiva do papa, mas ele repreendeu o rapaz: “A igreja é de todos e para todos, deixe as portas abertas”.

Antes, o papa também demonstrou que está disposto a quebrar protocolos. Ele dispensou o carro oficial, destinado aos pontífices e optou por usar um veículo simples do Vaticano. A visita foi rápida. O papa Francisco fez sua oração em frente ao altar de Nossa Senhora.

Ontem (13), o papa Francisco também surpreendeu ao resolver ir de ônibus com os demais cardeais, na volta da Capela Sistina para a Casa de Santa Marta – onde todos estavam hospedados para o conclave. No jantar de celebração da eleição, ele brincou com todos dizendo que tinham de rezar e pedir o perdão de Deus por tê-lo escolhido.

Ainda hoje, o papa celebra uma missa privada aos cardeais, na Capela Sistina. Ele também se reuniu com os cardeais na Sala Clementina. O Vaticano confirmou que o papa Francisco celebrará o Angelus, no domingo (17), na Praça São Pedro.