Papa decide ficar em Santa Marta

Francisco deixou de se mudar para o amplo apartamento pontifício afirmando que precisa "estar junto a outros membros do clero"

Cidade do Vaticano – O Papa Francisco decidiu ficar, até nova ordem, na residência de Santa Marta, no Vaticano, já que, segundo ele, precisa “estar junto a outros membros do clero”, em vez de se mudar para o amplo apartamento pontifício, anunciou o porta-voz da Santa Sé, Federico Lombardi.

“O apartamento pontifício está pronto (depois de sofrer pequenas reformas), mas o Papa permanecerá até nova ordem em Santa Marta”, afirmou o porta-voz, que não especificou se o pontífice pensa instalar-se finalmente no apartamento oficial.

Por outra parte, a cidade de Roma, da qual o papa Francisco também é bispo, fez imprimir um milhão de bilhetes de ônibus com a imagem do pontífice, anunciou a sociedade de transportes da municipalidade Atac.

A imagem do novo papa, saudando de pé a multidão logo após sua eleição, está nestes bilhetes que serão vendidos por um tempo limitado nos ônibus e metrôs de Roma. Um milhão destes bilhetes será colocado à venda a partir de quarta-feira.

O objetivo da companhia é homenagear o papa, que é conhecido por usar os transportes públicos ao invés do carro oficial.