Papa cancela eventos para evitar multidões em meio ao surto de coronavírus

Líder da Igreja Católica não fará mais tradicionais orações públicas de domingo

São Paulo  — O Papa Francisco cancelou suas principais aparições públicas para impedir que multidões se reúnam para vê-lo e vai se comunicar pela Internet de dentro do Vaticano, devido ao surto de coronavírus na Itália.

O Vaticano disse ele não se dirigiria às multidões de uma janela com vista para a Praça San Pedro e que não teria sua audiência geral na quarta-feira.

Estes eventos serão realizados sem a participação do público, de dentro do Vaticano.

O papa de 83 anos cancelou um retiro da quaresma pela primeira vez em seu papado, mas o Vaticano disse que ele só sofre de um resfriado “sem sintomas relacionados a outras patologias”.