Papa afirma querer ajudar no processo de paz da Colômbia

O pontífice ressalta a importância do diálogo e da reconciliação entre colombianos e diz que a Igreja e ele próprio estão dispostos a colaborar

Vaticano – O Papa Francisco afirmou ao presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, em reunião privada no Vaticano nesta segunda-feira, que a assinatura de um acordo de paz na Colômbia será determinante para agilizar sua visita ao país.

O pontífice ressaltou a importância do diálogo e da reconciliação dos colombianos e que a Igreja e ele próprio estão dispostos a ajudar.

O presidente colombiano afirmou a repórteres que o Papa confirmou que irá viajar para a Colômbia, mas não sabe quando.

O Papa Francisco recebeu Santo em sua biblioteca privada, aonde conversaram durante 20 minutos. O Papa afirmou que Santos “é a pessoa por quem mais tem rezado, muito, muito, pelo processo de paz”.

O presidente da Colômbia disse ao Pontífice que, nos últimos quatro anos, a Colômbia foi o país que mais reduziu os índices de pobreza na América Latina.

Depois de sua visita ao Vaticano, Santos viaja para Estocolmo, capital da Suécia.