Palestinos rejeitam proposta de acordo de Israel

Esforços diplomáticos dos EUA foram afetados devido à recusa de Israel de prosseguir no sábado com a libertação de um grupo de 26 prisioneiros palestinos

Os palestinos rejeitaram a proposta israelense de prorrogar as negociações de paz para depois de 29 de abril em troca da libertação do último grupo de prisioneiros, porque consideram a mesma uma chantagem, afirmaram fontes palestinas.

“Israel utiliza a política da chantagem e condiciona seu acordo de libertar o quarto grupo de prisioneiros à aceitação por parte dos palestinos de ampliar as negociações de paz”, assinalou à AFP uma das fontes, acrescentando que a proposta israelense foi rejeitada pelos palestinos.

Os esforços diplomáticos dos Estados Unidos foram afetados devido à recusa de Israel de prosseguir no sábado com a libertação de um grupo de 26 prisioneiros palestinos, como parte do processo de paz.

Washington tenta convencer israelenses e palestinos a prorrogar até o final do ano as negociações de paz, após quase nove meses sem registrar nenhum avanço.

Do lado palestino, o presidente Mahmud Abbas tem repetidamente afirmado sua rejeição a qualquer discussão sobre uma possível extensão das negociações até que o último grupo de prisioneiros seja libertado.