Palestina adere a cinco tratados da ONU

O status de Estado observador obtido em novembro de 2012 junto à ONU abriu caminho para a Palestina ter acesso a várias convenções e organizações internacionais

A Palestina aderiu oficialmente nesta sexta-feira a cinco tratados das Nações Unidas sobre os direitos Humanos, incluindo a Convenção das Nações Unidas contra a tortura e os direitos da criança, anunciou um porta-voz da ONU.

Trata-se das Convenções das Nações Unidas contra a Tortura (CAT), pela Eliminação da Discriminação Racial (CERD), contra Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher (CEDAW), pelos Direitos das Pessoas com Deficiência (CRPD) e Direitos da Criança (CRC), indicou um porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos durante coletiva de imprensa em Genebra.

Em 11 de abril, a Palestina tornou-se membro de quatro Convenções de Genebra e do Primeiro Protocolo Adicional, considerados textos fundamentais do Direito Humanitário.

O status de Estado observador obtido em novembro de 2012 junto à ONU abriu caminho para a Palestina ter acesso a várias convenções e organizações internacionais.