Países da Unasul discutem situação de Lugo

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, informou que a união pode chegar a um posicionamento na Rio+20 ainda hoje

Rio de Janeiro – Os presidentes dos países da União de Nações Sul-Americanas podem definir hoje (21), no Rio de Janeiro, um posicionamento sobre a situação do presidente paraguaio, Fernando Lugo. A informação foi divulgada há pouco pelo presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos.

A Câmara dos Deputados do Paraguai aprovou hoje uma proposta de impeachment contra Lugo. O presidente paraguaio enfrenta resistências políticas internas em seu país, que foram intensificadas com o recente confronto durante a desocupação de uma fazenda em uma área de cerca de 2 mil hectares no distrito de Curuguaty, departamento de Canindeyú, na fronteira com o Brasil. O conflito deixou mais de 15 mortos e cerca de 80 feridos.

Ao avaliar a situação política de Lugo, os parlamentares paraguaios o consideraram inapto a prosseguir na condução do país. O governo paraguaio não considera a possibilidade de renúncia.

O líder colombiano explicou que o grupo pretende se reunir em um almoço para solucionar o impasse e antecipou qual será o posicionamento da Colômbia diante do assunto. “Teremos uma reunião para tratar desse problema. Pela Colômbia, posso afirmar que defendemos a democracia e os princípios democráticos. Essa é nossa posição firme, concreta e não negociável”, disse ele.